segunda-feira, 11 de agosto de 2014

RESENHA: O Pacto-Joe Hill

Postado por Érica M.Oliveira às 10:16
O Pacto (Horns), Joe Hill 
Editora: Sextante 
N°:319 páginas 

Ignatius Perrish sempre foi um homem bom. Tinha uma família unida e privilegiada, um irmão que era seu grande companheiro, um amigo inseparável e, muito cedo, conheceu Merrin, o amor de sua vida. Até que uma tragédia põe fim a toda essa felicidade: Merrin é estuprada e morta e ele passa a ser o principal suspeito. Embora não haja evidências que o incriminem, também não há nada que prove sua inocência. Todos na cidade acreditam que ele é um monstro. Um ano depois, Ig acorda de uma bebedeira com uma dor de cabeça infernal e chifres crescendo em suas têmporas. Descobre também algo assustador: ao vê-lo, as pessoas não reagem com espanto e horror, como seria de esperar. Em vez disso, entram numa espécie de transe e revelam seus pecados mais inconfessáveis. Um médico, o padre, seus pais e até sua querida avó, ninguém está imune a Ig. E todos estão contra ele. Porém, a mais dolorosa das confissões é a de seu irmão, que sempre soube quem era o assassino de Merrin, mas não podia contar a verdade. Até agora. Sozinho, sem ter aonde ir ou a quem recorrer, Ig vai descobrir que, quando as pessoas que você ama lhe viram as costas e sua vida se torna um inferno, ser o diabo não é tão mau assim. 



Imagine o quão terrível seria se pudéssemos ver os pecados e desejos mais obscuros de todas as pessoas, inclusive das que amamos, como nossos pais, irmãos e amigos. Pavoroso, não? Ignatius Perrish (Ig), o protagonista de “O Pacto”, de Joe Hill, vive este pesadelo após nascerem chifres na sua cabeça.
Ig vem de uma tragédia terrível: sua namorada Merrin foi estuprada e assassinada enquanto ele estava apagado dentro do carro, devido a uma bebedeira. E o pior: Ig foi injustamente acusado pelo crime, mesmo sendo absolvido por falta de provas, todos na sua cidade apontam para ele e o odeiam.
Diante dessa dor e de perder tudo que ele mais amava, Ig, depois de acordar de um porre, nota que chifres nasceram na sua cabeça. Mas as pessoas que o veem não gritam e saem correndo apavoradas, como seria o normal. Elas, ao contrário disso, falam para Ig todos os pecados mais cabeludos que já cometeram, tudo de ruim que pensam e todos os pecados que querem cometer, pedindo permissão para Ig para cometê-los. Mas não para por ai! Quando Ig toca as pessoas, ele fica sabendo de tudo sobre ela,.
E Ig descobre muita coisa que o magoa mais (juro, eu fiquei com pena dele): familiares que o odeiam e o culpam pelo assassinato, amigos que, na verdade, sempre outros interesses em cima dele ou que adoram vê-lo derrotado. Mas o pior é quando Ig encontra seu irmão mais velho, Terry, e descobre que este está diretamente ligado ao assassinato de Merry e sabe quem é o assassino.
Esse foi uns dos melhores livros que eu já li nessa linha de suspense e terror...
Se você não gosta de livros que colocam a fé em prova não leia este livro, se é fanático religioso também não índico que leia porque ele se transforma no capiroto e um determinado momento do livro...apesar de achar que na verdade ele vira um anjo do que "o próprio" mais algumas pessoas podem se assustar.Espero que não fiquem com medo HAHAHAHA no final viram que ele é o maior prejudicado de tudo!

O filme já esta com trailer rodando o mundo é já estou loucaaaaa para ver *-*
Trailer:https://www.youtube.com/watch?v=yg9GW3Krsi8
(sem legenda)





Quando amamos uma pessoa colocamos as nescessidades dela acima das nossas. Por mais inconcebíveis que fossem tais necessidades, por mais loucas, por mais que nos despedaçassem.

— O Pacto
Você acha que conhece uma pessoa. Mas na maioria das vezes só conhece o que quer conhecer.
  — O Pacto

Acho que as pessoas não sentem metade das coisas que fingem sentir.
—  O Pacto

… a vida era igual a uma bala em direção ao alvo, impossível de desviar ou desacelerar, e você, assim como a bala, não sabia o que iria encontrar, nunca saberia de nada além da velocidade do impacto."

—  O Pacto


- É uma questão de fé que a alma deva ser guardada, para que não seja arruinada e consumida.


—  O Pacto

"Ignatius Matin Perrish passou a noite bêbado, fazendo coisas horríveis. Acordou na manhã seguinte com dor de cabeça, levou as mãos às têmporas e sentiu algo estranho, um par de protuberâncias pontiagudas. Estava tão enjoado - sentia-se fraco e seus olhos lacrimejavam por causa da luz - que, a princípio, não deu atenção a isso. A ressaca não lhe permitia pensar nem se preocupar.Porém, enquanto cambaleava diante da privada, olhou de relance para seu reflexo no espelho acima da pia e viu que tinha criado chifres durante a noite. O susto foi tão grande que o fez recuar e, pela segunda vez em 12 horas, mijou nos próprios pés”.

(Joe Hill sendo Joe Hill HAHAHAHA)
Espero que gostem...até próxima ;*



5 comentários:

Luana Oliveira disse...

Legal a resenhaa !

Beeijos, ♥

http://www.paaradateen.com
http://www.facebook.com/PAARADATEEN
INSTAGRAM: @luannaandrade_

Jéssica Soares disse...

Estou super curiosa para ler esse livro justamente pelo filme, a premissa é bem bacana e como ainda não li nada do Joe Hill, está aí uma ótima oportunidade!
Sobre o trailer do filme, eu adoooorei! Estou bem empolgada e se ele for tão bom quanto estou imaginando, tenho certeza de que será um dos meus filmes favoritos! Bjs
Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

Beatriz Nathaly disse...

Eu comecei a ler o outro livro do autor, mas acabei deixando de lado antes de concluir a leitura. Vou procurar saber um pouco mais sobre ele, pois gostei da escrita do autor e esse parece ser melhor.

Beijinhos

Bia - www.escrevendomundos.com

Marcelo Lengruber disse...

Oi,
Vi outra resenha desse livro e fiquei super empolgado.
Agora com sua resenha e ainda sabendo que vai ter filme com o Daniel, quero para ontem!
Esse livro deve ser muito bom, necessito!

www.enquantoestavalendo.com

Mariana FS disse...

Oi Érica!
Mesmo gostando muito de livros de suspense, o terror em essência não me atrai muito.
Porém, tenho curiosidade de ler um livro do Joe Hill, mas confesso que é mais por ele ser filho do Stephen King do que por qualquer outra coisa, hehe. Quero descobrir se o talento corre no sangue..hehe.
Que bom que foi uma leitura que agradou você.
Beijos
alemdacontracapa.blogspot.com

Postar um comentário

 

Closett Garden Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos