segunda-feira, 29 de setembro de 2014

RESENHA: Extraordinário- J.R Palacio

Postado por Érica M.Oliveira às 10:51
Livro: Extraordinário 
Autora: J.R Palacio 
Editora: Intraseca
Páginas:320

August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.

Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade - um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo tipo de leitor.


Olá tudo bem com vocês?
Vamos para mais um da serie água com açúcar...preparem suas  caixinhas de lenço!;D

Este é um daqueles livros que você acaba de ler e pensa nas suas atitudes perante aos outros...a lição de vida que ele nós mostra é tão grande apesar de ser uma leitura meio infantil mais é muito fofa é vale a pena ler!
É um livro de linguagem fácilcapítulos bem diferenciados é muito tocante.
August Pullman é um menino de 10 anos que nasceu com uma deformidade rara que fez com que seu rosto ficasse desfigurado apesar desta deformidade a família dele o ama muito e o aceita muito bem, ele tem dois amigos Zachary e o Alex, que começam a ir a escola e August não por causa das varias operações que ele passa ao longo dos anos.A narrativa é feita quando ele começa a ir para a escola entrando no 5 ano é descobre que a escola não é tão legal assim, é que as pessoas podem ser muito maldosas principalmente as crianças.Extraordinário é uma emocionante mensagem anti-bullying. A autora até criou uma campanha online no Tumblr, que foi aderida por inúmeras crianças. Esse é um daqueles livros que todos deveriam ler ao menos uma vez e refletir sobre o que suas ações, boas e ruis,que podem desencadear nas pessoas que estão ao seu redor. Parafraseando um dos preceitos do Sr. Browne, o professor do August: Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil. – Sr. Browne.
Ta para sair o livro do Sr.Browne agora em outubro ;)


Sei que não sou um garoto de dez anos comum. Quer dizer, é claro que faço coisas comuns. Tomo sorvete. Ando de bicicleta. Jogo bola. Tenho um Xbox. Essas coisas me fazem ser comum. Por dentro. Mas sei que as crianças comuns não fazem outras crianças comuns saírem correndo e gritando do parquinho. Sei que outros não ficam encarando crianças comuns aonde quer que elas vão.

“É engraçado como às vezes nos preocupamos muito com uma coisa e ela acaba não sendo nem um pouco importante.”

Mas a questão é que eu apenas entendia que reclamar não adiantaria nada. Eu vi August depois das cirurgias: seu rosto inchado e enfaixado, seu corpinho cheio de cateteres e tubos para mantê-lo vivo. Depois que você vê alguém passando por isso, parece loucura reclamar por não ter ganhado o brinquedo que pediu ou porque sua mãe perdeu a peça da escola. Aprendi isso aos seis anos. Ninguém nunca me disse. Eu simplesmente soube
— Extraordinário
A questão é que, quando eu era pequeno, nunca me incomodava em conhecer outras crianças porque todas elas também eram pequenas. O legal de crianças pequenas é que elas não dizem coisas para tentar magoar você e, mesmo que às vezes façam isso, não sabem o que estão falando. Quando elas crescem, por outro lado… sabem muito bem o que estão dizendo. E isso, definitivamente, não é divertido para mim. Um dos motivos para eu ter deixado meu cabelo crescer no ano passado é que gosto do modo como a franja cobre meus olhos: isso me ajuda a tampar as coisas que não quero ver.
— Extraordinário
“Coragem. Bondade. Amizade. Caráter. Essas são as qualidades que nos definem como seres humanos e acabam por nos conduzir à grandeza.”
Extraordinário







Espero que gostem assim como gostei é chorei rs as vezes deveríamos parar de achar que a nossa dor é maior do que o outro!Até a próxima!



2 comentários:

Thifany A. disse...

Estou faminta por esse livro, sua resenha me deixou ainda mais ansiosa pra ele. Amei <3

cafeinspirador.blogspot.com.br

Marcelo Lengruber disse...

[spoiler - spoiler - spoiler]
Oi, como vai?
Eu li este livro no começo do ano.
Eu gostei dele, mas não como todo mundo.
Apesar das mensagens passadas que são de grande valor, achei que a história onde essas lições foram inseridas, foi muito clichê. Apesar da profundidade, a única parte que eu chorei foi quando a Dayse (acho que esse o nome da cachorrinha) morreu, então achei que faltou alguma coisa.
Sua resenha está incrível.
Você marca os livros com marca texto? QUE DOOOOOR!
Desculpa comentar em um post mais antigo, mas é porque eu ainda quero ler a série de livros que está tendo o especial e fico com medo de conter spoilers.
Beijão,

www.enquantoestavalendo.com

Postar um comentário

 

Closett Garden Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos