quarta-feira, 4 de junho de 2014

QUOTES: Orgulho e Preconceito - Jane Austen

Postado por Pri às 20:51

Olá gente, hoje sou uma pessoa corrida, mas qual pessoa não é corrida nos finais de semana, não é? heheeh...

Terminei esse romance lindo, antes viciada no filme e agora fã do livro mesmo, tão orgulhosa de mim e me deixou com aquela "ressaca literária". Separei alguns quotes que de tão intensos marcaram, sei quem muita gente leu e que tem várias frases por ai, mas essas são as minhas e também como uma homenagem a diva Austen por ter nos deixado obra tão incrível!

QUOTES:

"É uma verdade universalmente reconhecida que um homem 
solteiro e muito rico precisa precisa de uma esposa."

"Quando uma mulher já tem cinco filhas crescidas deve deixar de preocupar-se com a própria beleza."

"... mas seu amigo. sr.Darcy, logo chamou atenção do salão pela figura elegante e alta, pelas belas feições, pelo poste nobre e pela noticia, que passou a circular cinco minutos depois da chegada, de que dispunha de uma renda de dez mil libras por ano."

"Era o mais orgulhoso e desagradável homem do mundo, e todos esperavam que nunca mais aparecesse por ali."

"- É suportável, mas não bonita o bastante para me animar; não estou com paciência no momento para dar atenção a mocinhas desdenhadas por outros homens."

"- Tudo isso ela deve ter - acrescentou Darcy -, e a tudo isso ela deve acrescentar algo mais essencial: o cultivo da inteligência pelas amplas leituras."

"... Gostaria de saber quem foi o primeiro a descobrir a eficácia da poesia em acabar com o amor!"

"- Ah! - exclamou Elizabeth - Eu ouvir o que disse, mas não consegui me decidir logo o que responder. Você gostaria, sei, que eu dissesse 'Sim', para ter o prazer de desprezar o meu gosto; mas sempre adorei desarmar esse tipo de armadilha e confundir aqueles que premeditam o desprezo. Resolvi, portanto, dizer-lhe que não quero dançar absolutamente um reel... E agora, ouse desprezar-me!"

"- Sim, a vaidade é, sem dúvidas, uma fraqueza. Mas o orgulho... Onde houver uma autêntica superioridade mental, o orgulho sempre terá os seus direitos."

"- Creio que há em cada personalidade uma tendência a algum mal particular... Um efeito natural, que nem a melhor educação pode superar."

"... Darcy, após alguns momentos  de recolhimento, não o lamentou. Começava a perceber o perigo de dar muita atenção a Elizabeth."

"- Dou-lhe minha palavra, nada mais digo aqui do que diria em qualquer outra vizinhança, excerto Netherfield. Ninguém gosta dele em Hertfordshire. Todos criticam seu orgulho. Você não ouvirá de ninguém palavras mais favoráveis a ele."

"É assombroso mesmo - replicou Wickham -, pois quase todos os seus atos podem ser atribuídos ao orgulho, e o orgulho tem sido quase sempre o seu melhor amigo..."

"- Deus me livre! Essa seria a maior das desgraças! Achar um encanto o homem que estamos determinadas a odiar! Não me deseje tamanho mal."

"- Neste caso, você está consultando os seus próprios sentimentos ou acredita estar satisfazendo aos meus?

"- Você tem à sua frente uma triste alternativa, Elizabeth. A partir de hoje, será uma estranha a um de nós dois. Sua mãe nunca mais olhará para você se não se casar com sr.Collins, e eu nunca mais olharei para você se você se casar com ele."

"... Odiava receber visitas enquanto sua saúde estava tão instável, e, de todas as pessoas, os apaixonados são as mais desagradáveis.!

"... mas, por todos os demais, sr.Darcy era condenado como o pior dos homens."

"- Tentei lutar, mas em vão. Não consigo mais. Não posso reprimir meus sentimentos. Você tem de permitir dizer com quanto ardor admiro e amo você."

"... Nem tenho vergonha dos sentimentos que expus. Eles eram naturais e justos."

"... Elizabeth só pôde fingir apreensão pelo desencontro; na verdade, se alegrou com ele. O coronel Fitzwilliam já não lhe importava; só conseguia pensar na carta."

"- Isso não dará certo - disse Elizabeth -; você nunca poderá fazer os dois serem bons. Faça a sua escolha, mas deve contentar-se com um só dos dois..."

"... e ela apreciava com tanto fervor a lembrança dele e o preferia a qualquer outro homem, que tinha que se valer de todo o seu bom-senso e de toda a sua atenção aos sentimentos dos amigos para não se entregar àquelas saudades danosas à saúde e a tranquilidade."

"- Quando eu disse que, quanto mais o conhecemos, melhor o vemos, não quis dizer que seu espírito ou suas maneiras estivessem em seu melhor estado, mas, sim, que, conhecendo-o melhor, podemos compreender melhor sua personalidade."

"... Ela daria tudo para saber o que se passava em sua mente naquele momento - o que ele pensava a seu respeito e se, apesar de tudo, ainda gostava dela."

"... Elizabeth nada disse, mas aquilo a deixou enormemente contente; aquela gentileza era toda para ela... 'Minhas reprimendas de Hunsford não poderiam produzir tamanha mudança. É possível que ele ainda me ame'."

"- É verdade - replicou sr.Darcy, que não conseguia mais conter-se -, mas isso foi só quando a vi pela primeira vez. Já há muitos meses a considero uma das mais lindas mulheres que conheço."

"... Ao contrário, aquele pensamento vinha sob medida para fazê-la entender seus próprios desejos; e ela nunca sentira tão sinceramente que podia amá-lo quanto agora, quando todo amor já era em vão."

"... Teria sido uma união proveitosa para ambos; pela desenvoltura e vivacidade dela, o humor dele teria sido abrandado, e suas maneiras, melhoradas; e, com o discernimento, a cultura e o conhecimento do mundo que ele tinha, ela se teria beneficiado ainda mais."

"- Muito obrigada pela minha parte em seus favores - disse Elizabeth -, mas não gosto muito da sua maneira de arrumar maridos."

"... Se tem medo de mim, por que veio aqui? Se não gosta mais de mim, por que o silêncio? Que homem irritante! Não quero mais pensar nele."

"- Acho que você corre um perigo muito grande de fazê-lo ficar mais apaixonado do que nunca."

"... Ao entrar na sala, ele pareceu hesitar; mas por acaso o olhar de Jane cruzou com o dele e sorriu: estava decidido. Foi sentar-se ao lado dela."

"... Se o sr.Darcy não está preso nem pela honra, nem pelos sentimentos à prima, por que não deveria escolher outra pessoa? E, se sou essa pessoa, por que não posso aceitá-lo?"

"- Vossa senhoria não deve ter mais nada a dizer - disse ela, ofendida - Vossa senhoria ofendeu-me de todas as maneiras possíveis. Devo pedir que voltemos para casa."

"- Sr.Darcy, sou a criatura muito egoísta; e, para desabafar meus sentimentos, não me importo muito em ferir os seus..."

"- Se você quer agradecer-me - replicou ele -, faça-o só em seu próprio nome. Não nego que o desejo de fazê-la feliz deu mais força às outras considerações que me levaram a agir. Mas a sua família nada me deve. Por mais que os respeite, creio que só ter pensado em você." "

- Você é generosa demais para zombar de mim. Se os seus sentimentos forem os mesmo de abril passado, diga-me logo. Os meus sentimentos e desejos não mudaram, mas diga-me uma palavra, e eu os silenciarei para sempre."

"... A felicidade de tal resposta provocou foi tal como provavelmente ele nunca sentira antes; e ele se exprimiu com todo sentimento e toda emoção de um homem profundamente apaixonado..."

"- Aquilo me deu esperanças - disse ele - que antes não me permitia ter. Conheço você o bastante para saber que, se tivesse tomado um partido absolutamente irrevogável contra mim, teria dito isso a Lady Catherine, aberta e sinceramente."

"... Você tem de aprender um pouco da minha filosofia. Só pense no passado quando as lembranças lhe trouxerem prazer."

".... - Assim fui eu, dos oito aos vinte e oito anos; e assim continuaria a ser, se não fosse você, minha mais do que querida, mais do que amada Elizabeth! O que não devo a você!"

" A noite passou tranquila, sem nada de extraordinário. Os namorados assumidos conversaram e riram, os não assumidos permaneceram calados." 

"- Sem nenhuma dúvida. Já está resolvidos entre nós que vamos ser o casal mais feliz do mundo..."

"- Gosto, sim, gosto muito dele - replicou ela, com lágimas  nos olhos. - Eu o amo, Na verdade, ele não é orgulhoso. É um amor de pessoa. O senhor não sabe quem ele realmente é; então, por favor, não me torture falando dele assim."

"- Se algum rapaz vier pedir a mão de Mary ou Kitty, mande-o entrar, que estou desocupado."

"- Deus do céu! Meu Deus! Imagine só! O sr.Darcy! Quem poderia imaginar! E será mesmo verdade? Ah! Minha queridíssima Lizzy! Como você será rica e importante! Quanto dinheiro, quantas joias, quantas carruagens você terá! O que Jane terá não é nada perto de você, nadinha. Estou tão contente, tão feliz! Que homem encantador! Tão bonito! Tão alto..."

"- Admiro muito todos os meus três genros - disse ele. - Wickham talvez seja o meu predileto, mas acho que gostarei tanto do seu marido quanto do de Jane."

Bom, para quem não leu ainda esse clássico lindo d Jane Austen, vale muito a pena. É considerado o melhor e mais "famoso" de seus romances, então espero que tenham gostado ;)

Beijinhos, Pri

Livro atual: Destrua Esse Diário - Keri Smith
Musica do post: Magic - Coldplay

5 comentários:

Maria Clara Tavares disse...

Tive que mostrar esse post pra minha mãe, hahaha, é o filme favorito dela, ela fica derretida pelo "Senhor Darcy, awwn"! Quero muito ler o livro, deve ser a coisa mais fofa do mundo. Amei os quotes ♥
Beijos!
http://ao-estilo-de-mary.blogspot.com

Raissa Martins disse...

Só pelo filme já me encantei pela história. É um romance que envolve muito mais do que só romance!

Resenha e Outras Coisas

Fran Oliveira disse...

Ainda não li o livro, e nem assistir o filme! Amei os quotes<3
Beijocas
www.dosedeilusao.com/

ludmillaneres disse...

Quero muito ler e depois assistir o filme. Só vejo comentários positivos sobre :D
Se puder responder a enquete do meu blog, ficaria grata :)
http://eu-ludmilla.blogspot.com.br/

Estante Diagonal disse...

Apenas vi o filme mas pretendo sim ler este livro lindo!

Beijos Joi Cardoso
Estante Diagonal

Postar um comentário

 

Closett Garden Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos